Mutualismo.



Se apaixonar é algo estúpido. Tão estúpido, que caso se tratasse de algo opcional, escolheria apenas apaixonar-me por mim mesma, todos os dias. O amor é burro em suas ações. Uma vez dominado por esse sentimento, o indivíduo torna-se incapaz de pensar primeiramente no seu bem estar. Vivendo um altruísmo ilusório. Se houvesse reciprocidade ao pé da letra, tudo seria compensado em uma relação dupla, como uma espécie de mutualismo animal, onde ambos os envolvidos dependiam fortemente um do outro. Mas nunca é assim. Sempre há um desequilíbrio. Sempre há mais amor em um lado da balança.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS



É tão exaustivo ficar longe de você. Como se a semana se estendesse ao infinito. Parece cliché, mas eu poderia jurar que os ponteiros estavam se arrastando. Até praguejei por acreditar que seria um relógio defeituoso. Porém, defeituosa mesmo sou eu, quando você não está. Nada funciona.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Just hope that you are on my side, my dear...



Remexeu-se na cama sem muita vontade de levantar. Era assim todas as manhãs. Havia alguma força gravitacional que a trazia para a posição horizontal entre os lençóis. De cara, já soube que aquele seria um dos dias em que ela poderia dedicar-se inteiramente ao ócio. Acendeu o visor do celular, enganando a si mesma, fingindo olhar a hora, quando na realidade só queria checar se havia uma mensagem. Sem sucesso. Sentiu o ar comprimir-se em seus pulmões e os olhos encheram-se de um líquido denso, o qual ela enxugou com demasiada pressa, como se alguém pudesse chegar a qualquer momento. Mas estava sozinha. Como sempre estivera. Talvez esta fosse a razão para tamanho desânimo. Estava vivendo aquele medo humano de ser esquecido. Aquela sensação dilaceradora de estar ficando para trás. Era como um entalo doloroso, somado à algo imaterial pressionando suas têmporas. O esquecimento era o pior castigo. Ela não queria estar em segundo, terceiro ou quarto plano. Queria ser lembrada, queria ser amada. Queria engolir o nó em sua garganta e respirar confortavelmente. Tateou a mesa de cabeceira até encontrar uma cartela de comprimido e pôs a última pílula branca por entre os lábios. Desistiu de deglutir, apenas virou-se de lado. Pôs-se a ouvir There's Too Much Love, de Belle & Sebastian, fazendo uma prece mental para que tudo aquilo não passasse de TPM.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

The waves keep on coming and we cant escape...


Pensei ter encontrado em você a segurança que faltava em mim. E então eu simplesmente vejo que nós somos tão iguais. Nós estamos perdidos, nesse barco. Por mais claras que sejam as águas desse oceano, nós não sabemos o que se esconde nas profundezas. Você me diz que está tudo bem. Eu acredito, enquanto sinto sua mão na minha. Mas quando o calor da sua pele não mais me aquece, é como se eu fosse afundar em qualquer momento. Porém, de algum modo, eu tento me convencer que você sempre vai estar no mesmo barco. Não tenha medo, garoto. Deixa que terei medo por nós dois. Seja coragem, seja força, seja fé, seja amor. Seja quem você quer ser e eu vou te amar, sob todas as circunstâncias. 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Valsa e vapor.



Ainda éramos os mesmos, nessa dança fingida. Nesse vai e vem de ondas. Um dia essa maré há de me afogar. Enquanto isso, mergulho em seus lençóis, sinto sua pele na minha e deixo tudo como está. O que foi, passou. E nós recebemos o presente de mãos abertas, sem pensar no que será do futuro. Fica aqui. Deixa pra lá. Não sei se amanhã ainda seremos os mesmos. Pouco importa. Traz café, põe aquela música e vamos brincar de sorrir. Por hoje. Porque quando você me abraça, o mundo passa a ser meu. Nosso, talvez. Gosto de dividir as coisas contigo. Então vem, traz alegria, traz luz, arrepios, cor e som. Traz você.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Aí.




Ao fechar os olhos podia sentir sua mão pesada sobre meus cabelos, afagando-me as madeixas escuras, com um breve sorriso de canto, que me trazia calma. Você não estava aqui. Mas havia aquela certeza de que, em algum lugar, você estaria lá por mim. E isso me bastou. A certeza da existência de um porto seguro me fazia querer levantar todas as manhãs. Não que minha vida dependesse exclusivamente de você agora, mas eu gostava de pensar que sim. Se um dia você for embora, eu serei forte o suficiente para te esquecer. Mas não vai. Fica aqui. Não aqui. Fica aí. Em qualquer lugar... apenas esteja por mim.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Era pra ter sido, uma vez...




Já beirava os trinta, fumante há quinze, ganhara uma tosse seca para o resto da vida. Os dedos exalando nicotina seguravam mais um cigarro, carinhosamente, enquanto levava periodicamente à boca. Uma caneca entre os dedos da outra mão continha dois dedos de uísque. Outrora estivera cheia. Agora quase vazia, todo aquele etílico fora convertido por meia dúzia de pensamentos. Fitava o telefone na mesinha de cabeceira enquanto encolhia as pernas sobre a cama.

Essa história poderia começar com “era uma vez”, porém...
Era pra ter sido, uma vez...

Sorrisos, café, cigarros, ganja, som, praia, sol... Isso, foi, de fato. Ela o conheceu. Não era o garoto mais vistoso, entre todas as suas opções. Mas ele a cativou. Não sabia explicar o motivo. Havia ali uma conexão etérea. Quando olhares se cruzam e deixa uma impressão de que talvez aquela fosse a pessoa para dividir uma vida.
Teriam um apartamento qualquer, viveriam de pizza. Videogame aos domingos. Depois, adotariam uma cachorra chamada Baleia - por causa do livro Vidas Secas - e ouviriam Beirut em uma tarde de folga qualquer. Vez ou outra brigariam por ciúmes e fariam as pazes na cama, ao som de The Doors. A ideia era envelhecer juntos, dividir lembranças e momentos.

Era pra ter sido, uma vez.
Se cada um não tivesse ido em direções opostas.
E agora ela diluía em sua bebida mais uma desilusão amorosa, pensando como seria se a sua vida tivesse se cruzado a dele.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS